76% das empresas brasileiras pretendem ampliar investimentos em marketing digital em 2021

dez 15, 2020 by

Estratégia ganhou força durante a pandemia de covid-19; Brasil é o sétimo mercado do mundo no setor, com movimentação de US$ 18 bilhões

Atualmente, o marketing digital já supera 50% dos investimentos em campanhas, segundo a Adaction. Até 2023, mais de 60% dos orçamentos em publicidade devem ser alocados para o ambiente online. A empresa aponta que esse tipo de marketing é mais assertivo e por isso ainda tem espaço para crescimento no Brasil, que hoje é o sétimo mercado do mundo em marketing digital e deve fechar o ano movimentando cerca de US$ 18 bilhões nessas plataformas.

 
No entanto, 42,86% dos entrevistados nem sempre mensurarem os retornos de suas campanhas digitais e outros 9,52% não fazerem questão disso. Isso acontece porque muitas empresas não sabem como realizar campanhas online e tiveram que aderi-las rapidamente como resposta à crise. Dessa forma, somente 28,57% dos entrevistados se mostraram muito satisfeitos e outros 52,38% responderam que os resultados vieram dentro das expectativas. O restante declarou não ter obtido bons resultados.

Sobre as tendências para 2021, a maioria das empresas aposta na divulgação de conteúdo qualificado (38,1%). Outros 28,57% acreditam no uso de inteligência artificial como grande tendência para o próximo ano. Os webinars também são apontados por 19,05% dos entrevistados como forma de atingir o consumidor, seguidos pela integração entre e-commerce e redes sociais.

Com relação às redes sociais, 33,33% dos entrevistados afirmam não ter preferência por canal e apostam em todos como estratégia de marketing. Já aqueles que focam em alguma mídia específica, a maior parte (28,05%) acredita que o LinkedIn é o melhor canal, seguido de Facebook e Instagram (19,05% cada).

As empresas também pretendem ampliar seus investimentos no marketing de influência em 2021. Hoje, 77,77% declaram que esta estratégia tem peso grande ou médio em seus investimentos em marketing. Já a possibilidade de contratação de um influenciador para as campanhas é uma realidade para 42,86% dos gestores que participaram do levantamento. Outros 38,10% não descartam a possibilidade de contar com um.
João Monteiro, IP News, 14 de dezembro de 2020

Artigos relacionados

Tags

Compartilhe

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *